Tags

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

image

Se você apenas quiser ler sobre o filme, pule algunos parágrafos e leia a partir do”continue reading“, senão continue lendo a partir daqui.
Algunas pessoas discutem como deveriam ser os filmes de super-heróis. Algunos preferem algo mais dark e “realista” como a trilogia Batman do Nolan ou os filmes de Zack Snyder (“realistas” entre aspas, pois uno ragazzo vestido de morcego non é nada realista, já diria Pablo Peixoto). Otros preferem algo mais fanfarrão e com várias cosas acontecendo ao mesmo tempo na tela e com ganchos para otros filmes de personagens diferentes, como é o caso dos filmes da Marvel. Como dizem no Brasil “em time que está ganhando não se mexe”, portanto é bem provável que todos os filmes dos herois da editora continuem na mesma linha, o que é una benção, mas também pode ser una maldição…

image

A benção:
Se vocês pararem para pensar o esquema de produção da Marvel segue a lógica das histórias em quadrinhos no formato americano tradicional: Uno arco de histórias que começa em uno título da editora e continua nos demais até ser fechado em una publicação especial. Quem lia quadrinhos sabe que é assim e quem non lê, aprendeu a seguir essa lógica através da filmografia pós Homem de Ferro“(2008).
image

Quanto ao tom fanfarrão, piadista, esso já foi praxe desse tipo de publicação pelo menos até os anni 70 e 80, quando os quadrinhos começaram a ficar mais sombrios e ter una temática mais adulta, seja por conta do contexto geopolítico da época (ascensão do neoliberalismo, fim da Guerra Fria), seja por influência europeia (Metal Hurlant, A.D. 2000 e otras publicações) ou mesmo porque os leitores se cansaram do formato antigo e queriam algo diferente. O que a Marvel fez foi transportar esso para o cinema.
image

Por fim, vale lembrar que a Marvel só começou a ter bons filmes baseados em seus personagens quando 1) A indústria de efeitos especiais evoluiu a ponto de se reproduzir com fidelidade estripulias heróicas só vistas antes nos quadrinhos e nas animações (embora esse feito seja responsabilidade da Sony e da Fox) e 2) os heróis retratados passaram a ser mais fiéis às HQs conforme vimos aqui e aqui, então nada mais natural do que investir neste caminho e seguir em frente abusando dos efeitos especiais e das referências aos próprios personagens dos quadrinhos, fazendo una ou otra alteração.

image

NOJENTO! TCHAN!

A maldição:
Se por uno lado a “Escola Marvel de Cinema” gerou lucros como nunca, por otro pode estar engessando a Companhia.

Em julho estreia “Homem Formiga“, que a princípio seria roteirizado e dirigido por Edgar Wright – que para quem conhece, é expert em fazer filmes excelentes e de temática nerd, a saber, a Trilogia do Cornetto (Shaun of the dead, Hot Fuzz e The world’s end) e o incrível Scott Pilgrim vs. o mundo – contudo por divergências entre ele e a Marvel Studios, foi limado do projeto, tendo o roteiro reescrito por Adam McKay e pelo ator principal Paul Rudd e a direção ficado a cargo de Peyton Reed.
image

Vale lembrar que Joss Whedon revelou no Twitter seu descontentamento com o afastamento do colega dizendo que leu o seu roteiro original e era a melhor cosa que já tinha lido. Afirmou também que non trabalharia mais para a Marvel depois de “A Era de Ultron”, pois alega que non quer mais ficar “preso” aos projetos do estúdio, ficando o próximo filme a cargo de Anthony e Joe Russo, que obtiveram sucesso comCapitão América 2: O Soldado Invernal.
image

Cabe ressaltar que quando James Gunn foi anunciado para anunciarGuardiões da Galáxiaesperava se uno filme diferente do convencional para super-herois (haja vista que dirigiu Super, a versão depressiva de Kick Ass) e de fato, é assim, até a sua segunda metade quando começam as explosões e a conclusão do esqueminha herois se juntam-surge uma discórdia entre eles-se separam-eles se juntam de novo para dar cabo do vilão.
image

Tal “esqueminha” frustraria, por exemplo, qualquer possibilidade de adaptar para a telona a versão de John Byrne para Mulher Hulk (se bem que há de convir que tratam-se de mídias diferentes e que é quase impossível fazer una adaptação extremamente fiel de HQs, principalmente de obras fora do comum como Elektra Assassina, para citar uno caso). Ainda que alguno tentasse fazer esso como explicar a origem do personagem? Seria preciso integrá-la com o Hulk e consequentemente com os Vingadores e talvez esso non desse margem para uno filme muito “fora do esquema”.
image

No entanto a série do Demolidor da Netflix, que será seguida de otras de personagens como Luke Cage e Jessica Jones, segue uno tom mais adulto e pode até ter, no futuro alguna conexão com o Marvel Cinematic Universe, mas non será algo tão fácil, dada a classificação etária diferente das obras (vale lembrar que algunos dessos herois chegaram a ser publicados em uno selo específico da Marvel chamado Marvel Max).
image

Enfim, enquanto a Marvel estiver lucrando dificilmente veremos mudanças muito significativas no modo como fazem seus filmes. É buono lembrar que gente como Martin Scorsese, Francis Ford Coppola, William Friedkin dentre otros só tiveram oportunidade em Hollywood, quando a mesma começou a entrar em crise. Aliás non são as crises que movem também os universos dos herois?(Mais na DC do que na Marvel, né? Na Marvel são as “guerras”)

Mas e o filme, cazzo?

Ora o filme é quela cosa: Quem é fã dos filmes da Marvel, pode non adorar tanto quanto o primeiro, mas vão gostar também e ficarão ansiosos pelos próximos. Quem non é vai achar que é mais uno filme de super heroi como otro qualquer.

image

VAI PARA "ULTRONO" OU NÃO VAI?

Disseram que seria uno filme mais sombrio e realista do que os anteriores. Non é. A única cosa que destoa do tom fanfarrão dos otros filmes são os personagens do Ultron, que é o vilão do filme e o do Visão, que terá uno papel bem importante na trama. Ambos sofrem de algo que eu chamo de “Síndrome de Dr. Manhattan”. Lembram em “Watchmen”, quando o azulão fazia aqueles discursos longos e meio pedantes? Pois é, no caso do Ultron até tem unas sacadas legais, faz referência a Pinóquio, a Nitzche e a Bíblia e os discursos dele non são tão longos assim, contudo tem hora que non dá para aguentar a sua lenga lenga (mas talvez o problema seja só comigo). Além disso, quem tinha que citar referências bíblicas tinha que ser o Samuel L. Jackson, non?

Porém, o pedantismo para por aqui, pois o filme consegue equilibrar essos momentos com otros de pura esculhambação, como por exemplo, a já famosa sequência com a Mjolnir, que todo mundo tenta levantar, menos a personagem da Scarlet Johansson. Será que a Viúva Negra conseguiria levantar a marreta do Thor?
image

Quando non estão fazendo piadas ou escutando a conversa fiada do Ultron ou do Visão, nostros herois estão destruindo alguna cidade em una briga homérica. Destaque para a sequência de abertura em una base da Hidra, a perseguição de moto que a Viúva empreende contra uno caminhão onde estão o Ultron e o Capitão América, a sequência final contra o vilão e é claro, o confronto do Hulk contra o Homem de Ferro trajado com a Hulkbuster, armadura especial para essas ocasiões, sendo que esta se encerra do mesmo modo se encerrou a briga com o Thor no outro filme.
image

Aliás, assim como no otro filme, o Hulk é de novo destaque nesso qui. Talvez para compensar o fato de que desde o filme com o Edward Norton, nunca mais protagonizou una aventura solo. Desta vez ele tira a sorte grande e é paquerado pela Viúva Negra, que já tinha flertado com o Gavião Arqueiro anteriormente e beijou o Capitão América no seu último filme. Antes que alguém venha criticar a bambinna, nesso filme descobriremos algo sobre o Gavião que fará com que o fato dele ter namorado com a Viúva seja mais condenável do que o contrário (até porque o que é dela ela oferece para quem ela quiser).
image

A propósito, lembram que eu citei o fato deles aparecerem menos no primeiro filme? Desta vez ambos terão mais destaque. No caso do Gavião, conheceremos sua vida fora dos Vingadores e o mesmo terá una fala motivacional muito importante na trama, na qual inclusive fará una piada bem sacada com o fato de non ter poderes e tal. No caso da Viúva, além da sequência da moto e do namorico com o Hulk, ficaremos sabendo mais sobre o seu passado e bem como sobre o seu futuro (sem precisar do Walter Mercado).

image

No passado, ela foi irmã do bambinno de "Esqueceram de mim 3"

Esso também é algo a se considerar nesso filme. No filme anterior, mesmo havendo una cena no meio dos créditos envolvendo o Thanos, você entendia a obra como a conclusão de una trama que tinha iniciado em “Homem de Ferro”. O segundo filme termina com una série de pontas soltas e ganchos para os filmes futuros do Thor e do Capitão América, esso último baseado na saga “Guerra Civil”, haja vista os desentendimentos constantes entre o hibernante heroi e Tony Stark, que provavelmente ficarão mais sérios no ano que vem.
image

Para quem é fã dos filmes e já está acostumado com a prática, cria-se una ansiedade com relação aos próximos, mas para quem non é acostumado pode non ser tão legal uno filme com tantas pontas, mais pontas até do que deveria ser o normal, se bem que há inúmeras trilogias e franquias que fizeram sucesso e em todas elas tem filmes com pontas soltas que só serão conectadas no último filme, então talvez non seja tão incômodo (além do quê, eu non vi “Thor: O Mundo Sombrio”, então talvez por esso o filme non seja tão conclusivo para mim, além do quê só vi duas gemas do infinito em ação: a que aparece em “Guardiões da Galáxia” e a deste “A Era de…”).
image

Quanto aos personagens nuovos, eu achei oMercúrio de X-Men: Days of the Future Past mais legal do que o desso filme. Só a sequência em que ele, Xavier e cia. libertam Magneto dá prisão é muito melhor que todas as cenas do nuovo personagem de Aaron Johnson. E quando se encerra a participação dele no filme temos a certeza de que, tirando sua irmã, todo mundo estava CAGANDO para ele. E ao que parece a Fox non terá motivo para processar a Marvel nos próximos filmes…

image

Já a Feiticeira Escarlate tem participação importante no filme. Tirando os poderes telepáticos e telecinéticos dela a lá Jean Grey, ela solta una espécie de “Golpe Fantasma de Fênix” nos otros herois que os deixará perturbados e será responsável pelas “pontas soltas” que eu mencionei, principalmente no caso do Thor. E ela fica muito mais bonita no final do filme do que em todo o resto.
image

Enfim, apesar de tudo, “Vingadores: Era de Ultron” é uno baita filme. Independente de você ser uno fã da Marvel ou não é uno filme divertido e fanfarrão (non tanto quanto o primeiro) o suficiente para você assistir sem se dar conta de que tem mais de duas horas de duração (Em “The Dark Knight Rises” e em “Watchmen” eu olhei para o relógio várias vezes antes de acabar o filme).

image

I'LL BE THERE FOOOR YOOOOOU! I'll be there for you!

Cotação:
7,5/10 cabeças de cavalo – Melhor do que ter que reconstruir a cidade inteira que esses caras destroem.

Advertisements